Dicas para encontrar seu primeiro imóvel

Encontrar o primeiro imóvel, seja para alugar ou comprar, é um belo desafio. Além dos preços exorbitantes de hoje em dia, existe a grande ansiedade e expectativa que temos por dar esse passo tão importante na vida.

Estudar ou trabalhar em outra cidade, morar sozinho, casar, enfim, são muitos os motivos que nos levam a buscar nosso primeiro imóvel, mas independente do motivo, uma coisa é certa, se você quer um bom negócio, não será uma tarefa simples!

Seguem algumas dicas para quem for marinheiro de primeira viagem:

– Tenha paciência, muita paciência. Você vai achar um imóvel apropriado, acredite!

– Defina bem os seguintes pontos antes de começar sua busca, quanto mais definido isso estiver mais fácil será sua busca (se for comprar junto com alguém alinhe muito bem com a pessoa para evitar perda de tempo):

1. VALOR: Qual é o valor que será dado de entrada e, se for o caso, qual é o valor que será financiado? Em caso de aluguel, defina qual será a verba mensal reservada para isso.

2. FINANCIAMENTO: Em caso de financiamento, pesquise juros, linhas de crédito, documentação e detalhes com os bancos de sua preferência. Você não precisa ter escolhido o imóvel para começar a se informar sobre financiamento, basta saber a cidade e o valor aproximado do imóvel. Não deixei para pesquisar sobre financiamento após ter escolhido o imóvel, é um processo demorado, requer análise de crédito e muitos documentos, adiante o que puder.

3. ORÇAMENTO: Antes de decidir o valor de compra, entrada, aluguel ou prestação do financiamento, faça uma planilha simulando todas as despesas que você terá com um novo imóvel. Exemplos de despesas: Conta de água, luz, telefone, internet, TV a cabo, gás, condomínio, móveis/eletrônicos/utensílios  (sim, a não ser que você ganhe todos os itens para sua nova casa, você terá uma despesa inicial para comprar o básico para começar a morar em sua casa e essas prestações fazem toda a diferença no orçamento mensal). Acredite, já vi muitas pessoas poucos meses após terem se mudado para seu primeiro imóvel estarem super enforcadas ou até mesmo tendo que desistir desse sonho por um tempo por não terem planejado direito as despesas.

4. Defina o que é decisivo, sem isso você não fechará negócio. Exemplos: Valor, bairro, perto do metrô, vagas de carro, etc. Tenha isso muito claro.

5. Defina o que seria bacana, mas você pode abrir mão: Sacada, andar alto, suíte.

6. Tenha BEM claro que é decisivo e ou que “seria bacana ter” (e tenha isso alinhado com seu companheiro), isso fará toda diferença para não perder tempo em sua busca.

– Com os itens acima definidos e listados, procure alguns corretores, sim alguns. Por melhor profissional que seja, nem sempre o primeiro que você conversar vai te trazer as opções que te interessa. As vezes você terá sorte no primeiro, mas não desanime se tiver que falar com mais de 10 corretores, isso é normal e muitas vezes necessário. É questão de sintonia e sorte.

– Use e abuse da internet, pesquise online! Preços, imóveis, imobiliárias… Não vai ser nessa hora que a internet vai te deixar na mão.

– Reserve um tempo e inicie as visitas aos imóveis,

– Pesquise a vizinhança, barulhos de vizinhos festeiros, transito matinal, lixeiro, cachorros, etc passam despercebidos na primeira visita mas podem incomodar muito algumas pessoas.

– “É esse!!!” Encontrou o imóvel desejado? Visite pelo menos mais 1 ou 2 vezes, se for se sentir mais seguro, leve um parente ou amigo de confiança para ajudar na decisão, você sempre verá mais detalhes em uma segunda visita!

– Detalhes: Atente-se aos detalhes: Janelas estão ok? Existe algum vazamento? A parte elétrica e aquecedor estão funcionando? Testou torneiras e descargas? Não se intimide para testar o que achar necessário, seja para alugar ou comprar, é um grande investimento, fuce no que for preciso para você se sentir seguro.

– Adorou o imóvel, visitou de novo, tem certeza? Não enrole pra fazer a proposta, se você gostou, outros também podem gostar e nessas horas o proprietário não vai pela emoção, quem chegar primeiro com a melhor proposta, leva!

– No caso de compra, além do valor do imóvel você precisará reservar cerca de 8% do valor do imóvel para os impostos, segue tabela com alguns exemplos de impostos (o banco ou cartório de imóveis irão te informar certinho quais impostos se aplicam ao seu caso):

O que? Quanto?
ITBI (imposto sobre imóveis) De 2% a 5% do preço do imóvel
Registro da compra em cartório Varia em cada Estado. Em São Paulo, entre R$ 1.131 (imóveis de   R$ 100 mil) e R$ 2.636 (imóveis de   R$ 1 milhão)
Escritura Varia em cada Estado. Em São Paulo, pode variar entre R$ 1.643 e R$ 3.569.

 Bom, acredito que essas sejam as principais dicas, espero que ajude!

Desejo muita sorte e acredite que na hora certa o imóvel certo vai aparecer pra você!

Pra quem já comprou ou alugou, tem mais dicas? Comente e compartilhe com a gente!!!

One thought on “Dicas para encontrar seu primeiro imóvel

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *